Paraná

Ocupar e resistir

"A Câmara é nossa": sessão solene homenageia 18 personalidades negras de Curitiba

Evento faz parte das celebrações do Dia da Consciência Negra

Curitiba (PR) |
Evento foi iniciativa dos vereadores Carol Dartora (PT), Renato Freitas (PT) e Herivelto Oliveira (Cidadania) - Foto: Rodrigo Fonseca/CMC

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) realizou, na noite desta quarta (17), uma sessão solene para homenagear 18 personalidades da população negra da capital do Paraná. De iniciativa dos vereadores Carol Dartora (PT), Renato Freitas (PT) e Herivelto Oliveira (Cidadania), a homenagem é parte das celebrações do Dia da Consciência Negra (20 de novembro).

Primeira mulher negra eleita vereadora em Curitiba nas eleições de 2020, Carol Dartora abriu a sessão lembrando a importância de democratizar os espaços de poder. "É muito gostoso chegar aqui, hoje, e ver a cara da população brasileira", disse, referindo-se ao plenário ocupado pelos homenageados da noite.

A vereadora também reafirmou a história de conquistas da população negra, que pouco é contada. "A nossa história não começa na escravidão. Nossa história começa em África, com reis e rainhas, com civilizações que dominavam a ciência", afirmou.

Já Renato Freitas, em seu discurso, fez questão de celebrar um a um de seus homenageados, contando suas histórias. "As bases é de onde a gente veio, das ruazinhas de terra, onde as pessoas acordam cedinho e enfrentam o campo de extermínio [que é o Brasil]", disse.

Também eleito em 2020, o vereador apontou a falta de visibilidade à história da população negra na capital do Paraná. "Quem construiu esse lugar onde a gente está sentado? Quem presidiu está ali na placa, é fácil de ver, tem nome de rua e tudo mais. Mas quem construiu esse chão, esse espaço? A Câmara, literalmente, é nossa", afirmou.

Único entre os vereadores negros da Câmara que não é "estreante", Herivelto Oliveira chamou a atenção para o apagamento da população negra curitibana. Jornalista há 35 anos, o vereador faz mestrado na Universidade Federal do Paraná (UFPR), com pesquisa sobre a invisibilidade negra nos meios de comunicação. "Esse plenário mostra que os negros estão aí. Quando a gente percebe que os negros estão aí e continuam não sendo mostrados significa que tem alguma coisa errada", destacou.

A sessão ainda contou com apresentações artísticas de Day Paixão, Laudiceia Rodrigues Gomes e Mano Cappu.


Plenário ocupado por personalidades negras de Curitiba / Foto: Rodrigo Fonseca/CMC

Homenageados

Cada um dos organizadores escolheu seis personalidades da população negra para homenagear neste ano.

Carol Dartora indicou Ângela Elizabeth Sarneski, Dirléia Aparecida Matias, Dora Lúcia de Lima Bertúlio, José Mathias de Oliveira, Leonildo José Monteiro Filho e Mano Cappu.

O vereador Herivelto Oliveira escolheu destacar Day Paixão, Paulo Rodolfo Rio Branco, Roberta Kisy Lourenço, Sandro Luís Fernandes, Tatiana Schmidt e Túlio Tobias.

Já Renato Freitas homenageou Adriana Pereira de Oliveira, Jetron Pereira de Azevedo, Junia Celle da Costa Silva, Laudiceia Rodrigues Gomes, Maria de Lurdes e Regina Célia Mendes.

Edição: Lia Bianchini