Paraná

Futebol masculino

Coluna | Atléticos duelam por R$ 56 milhões na Copa do Brasil

Sorteio definiu que partida final será em Curitiba, em 15 de dezembro

Curitiba (PR) |
O primeiro jogo tem mando do Galo e acontece em 12 de dezembro, no Mineirão, em Belo Horizonte - Divulgação

Faltando pouco mais de um mês para a final da Copa do Brasil, a CBF definiu, na quarta (4), os mandos de campo nas partidas de ida e volta. O primeiro jogo tem mando do Galo e acontece em 12 de dezembro, no Mineirão, em Belo Horizonte. A segunda partida está marcada para o estádio do Athletico, Arena da Baixada, em Curitiba, no dia 15.

Mais que um título importante e um novo troféu em sua sede, está em disputa o maior prêmio de um campeonato no país. O vencedor fica com R$ 56 milhões, o vice leva R$ 23 milhões, diferença de R$ 33 milhões que pode ajudar muito a pagar as contas de final de ano e investir num time melhor em 2022.

Antes disso, o Athletico terá pela frente a final da Copa Sul-Americana contra o Bragantino, a ser disputada em Montevidéu, Uruguai, em partida única, em 20 de novembro. E vai ter de se desdobrar para não correr riscos no Brasileirão. Em 14º lugar, a apenas 5 pontos da zona de rebaixamento, o time também, se melhorar um pouco, pode chegar à classificação para a Copa Libertadores do ano que vem. Seja ganhando a Sul-Americana ou pegando uma das prováveis nove vagas no Brasileiro.

Já o Atlético-MG tem o desafio de conquistar um título que não vem há 50 anos. Só foi campeão brasileiro em 1971. A liderança de 10 pontos sobre o Palmeiras, faltando 9 rodadas para o encerramento do campeonato, ainda não permite nenhuma comemoração. A distância pode ser menor ainda, já que o Flamengo tem dois jogos a menos, e caso vença pode cortar a diferença para 6 pontos.

Faltam poucos jogos para que paranaenses e mineiros saibam se terão um ano memorável e com bolsos cheios, com dois títulos, ou se ficarão pelo caminho.

Edição: Lia Bianchini