Paraná

LITERATURA

Mas não estamos à venda

Profissionais são as empresas que enviam lobistas, políticos que mandam assessores, patrões que ordenam gerentes

Curitiba (PR) |
Profissionais são as empresas que enviam lobistas, políticos que mandam assessores, patrões que ordenam gerentes - Arte: Vanda Moraes

Queria ter, pra testar e ver, um malote com glória, fama e embrulhar num pacote, ‘cê é isso que cêis qué, vem pegar’, jogar num rio de merda e ver vários pular”, Racionais MCs.
 

Porcos chafurdando na lama.

Imaginem a cena, dupla de policiais entra sem mandato numa suposta biqueira, um dos policiais leva o dono da casa para o quarto enquanto o outro rende mais duas pessoas na sala.

O primeiro extorque 800 reais do bandido, o outro continua a revista inconformado por não ter encontrado nada de valor. Todo mundo deitado, os dois policiais conversando. Decidem sair, um deles volta e pergunta: “quanto que o ‘stevie’ encontrou no seu quarto, só 600 mesmo?”, sim, mentiu o rapaz para não se prejudicar.
200 reais, nem isso vale a lealdade dessa banda podre.
Amadores do mau-caratismo.
Profissionais são as empresas que enviam lobistas, políticos que mandam assessores, patrões que ordenam gerentes, réus que compram juízes através de seus advogados, em suma: profissionais são os que terceirizam o trabalho sujo.
Recentemente fui abordado por um office-boy dos poderosos. Queria minha “base”, “influência” e “votos” ao seu dispor, assim, como quem diz: “Quanto vale ou é por quilo? ”.
- O que podemos fazer por você? Perguntou.
- Não é nada pessoal, mas não estamos à venda.

Edição: Pedro Carrano